Aprovada inclusão de 20% de energias renováveis não convencionais na matriz energética nacional para 2025

 

A Lei 20/25, até recentemente conhecida como Lei 20/20, que amplia a matriz energética do país por meio do uso de fontes renováveis não convencionais, como as energias fotovoltaica e eólica, foi aprovada pelo Senado em 2013 e promulgada pelo presidente da República.

Assim, até o ano 2025, 20% da matriz energética chilena deverá ser composta por energias renováveis não convencionais.

A Fundación Avina apoiou o trabalho realizado pelo programa Chile Sustentável para acompanhar a discussão parlamentar e os trâmites legislativos relativos ao processo de elaboração do projeto de lei.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no Google+