Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa

 

O Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG) foi criado com o objetivo de gerar estimativas históricas anuais e atualizadas das emissões de gases de efeito estufa do país entre 1990 e 2013 e utiliza informações fornecidas por instituições governamentais.

A iniciativa é fruto do apoio da Good Energies, Fundación Moore e Fundación Avina.

A Avina apoiou a ferramenta do SEEG Peru no marco da Estratégia para o Bioma Amazônico, que nasceu no Brasil e está sendo reproduzida no Peru por meio da Rede SEEG na América Latina.

No Peru, a iniciativa é liderada por um grupo de instituições da sociedade civil e do mundo acadêmico, que formam o Grupo Técnico SEEG Peru vinculado ao SEEG Brasil.

O SEEG está se consolidando como uma ferramenta de monitoramento de emissões e está vinculado ao Fundo Amazônia. Atualmente, o SEEG Peru está trabalhando as estimativas regionais para contribuir para o debate e melhorar as capacidades da população e das autoridades. Os dados estão disponíveis a todos, inclusive as notas metodológicas e documentos de análise da qualidade dos dados e evolução das emissões.

A ferramenta se mostra útil no contexto de definição das contribuições nacionais que os governos devem apresentar este ano na Convenção Quadro das Nações Unidas para as Mudanças Climáticas. Particularmente no caso do Peru, isso é ainda mais importante, pois o país se encontra em processo de definição da linha de base de emissões de gases de efeito estufa.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no Google+