Mais de 75 mil pessoas em territórios marginalizados do Brasil e Chile obtiveram acesso à água segura

 

Principal

As parcerias estratégicas que a Fundación Avina firmou com empresas como a Xylem Inc. e a Coca-Cola, e com parceiros locais, permitiu que mais de 75 mil pessoas que habitam territórios vulneráveis no Brasil e no Chile obtivessem acesso à água segura por meio do uso de tecnologias apropriadas.

No Brasil, aproximadamente 500 pessoas de comunidades isoladas da Amazônia obtiveram acesso à água potável por meio da instalação (em residências, escolas, centros comunitários e igrejas) de sistemas de distribuição de água que utilizam energia renovável fotovoltaica. O trabalho conjunto da Xylem Inc., das próprias comunidades, da organização local Saúde e Alegria e da Fundación Avina possibilitou melhorar a qualidade de vida de centenas de pessoas.

Também no Brasil, 75 mil pessoas obtiveram acesso a água potável com a instalação de cisternas comunitárias em 2,5 mil escolas rurais em 9 estados do país. Esta iniciativa foi desenvolvida com o apoio da Xylem Inc. e em parceria com a Articulação Semiárido Brasileiro – ASA.

No Chile, 70 pessoas da comunidade agrícola de Peña Blanca obtiveram acesso à água para consumo humano com o uso de tecnologias tradicionais aprimoradas. Esta comunidade, afetada pela desertificação, e cujos habitantes se abasteciam por meio de caminhões-cisternas, instalou o sistema de coleta de água chamado “Atrapanieblas”, que coleta e armazena as pequenas gotas de água contidas na neblina.

A parceria com a Coca-Cola, junto a parceiros locais, facilitou a instalação desse sistema residencial de água potável.

Principais parceiros

Brasil: Articulação Semiárido Brasileiro (ASA), Comunidades de Tapajós, Saúde e Alegria, Xylem Inc.

Chile: Chile Sustentable, Comunidade Agrícola de Peña Blanca, Federação Nacional de Água Potável Rural (FENAPRU) a través de suas organizações locais, Fundação Un Alto en el Desierto, empresa eólica Talinay

Países impactados: Brasil e Chile

Olhe para o Relatório Anual completo 2016 aqui.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no Google+