UM SISTEMA DE ALERTAS FOI IMPLANTADO NO RIO PILCOMAYO E VIDAS ESTÃO SENDO SALVAS.

Articulamos mais de 4 mil produtores chaquenhos, mais de 150 líderes comunitários com conhecimento sobre esse rio que atravessa o Chaco, além de ONGs, governos locais e especialistas acadêmicos.

Propomos um Grande Chaco inclusivo e resiliente às mudanças climáticas.

Coordenamos a geração de informações climáticas com maior granularidade e a criação de mapas de risco, a gestão do conhecimento e a construção de um sistema de alerta precoce.

A inovação se dá das seguintes formas:

  • Combinação do saber indígena com o conhecimento acadêmico.
  • Estabelecimento de centros de conectividade e levantamento de informações em comunidades indígenas isoladas.
  • Implantação de um sistema de alerta precoce baseado em um aplicativo, Whatsapp e redes comunitárias.

Envolvemos os governos locais e nacionais para garantir a utilização das informações na gestão de riscos e de crises.